fbpx

Congestão nasal

A congestão nasal, conhecida popularmente como nariz entupido, ocorre quando a mucosa do nariz inflamam por conta de uma gripe ou resfriado. Entretanto, distúrbios estruturais, como por exemplo o desvio do septo, podem fazer com que o problema se torne crônico, prejudicando a qualidade de vida do indivíduo.

Problema quando não tratado adequadamente pode prejudicar qualidade de vida do indivíduo. Foto divulgação

Segundo o otorrinolaringologista da Clínica Dolci, em São Paulo, e professor na Santa Casa, Dr. Ricardo Dolci, a realização da septoplastia pode ser indicada para casos recorrentes do problema. “Trata-se de uma cirurgia realizada para a correção do desvio do septo nasal, que é uma estrutura formada por cartilagem e osso, localizado na porção interna do nariz e responsável por separar as duas fossas nasais. Este procedimento é realizado por dentro do nariz, sem a necessidade de incisão externa, não deixando nenhuma cicatriz visível no rosto”, explica o otorrino.

Porém, para aliviar este sintoma tão comum no inverno, o otorrinolaringologista ensina alguns métodos simples para fazer em casa:

Lave seu nariz: Realize essa técnica com soro fisiológico 0,9% em temperatura ambiente, com auxílio de uma seringa de 20 ml sem agulha, de três a quatro vezes por dia. O paciente deve inclinar seu corpo para frente, apertar a seringa pela narina esquerda e deixar a solução entrar e escorrer. Em seguida, repetir o procedimento do outro lado. Sempre respirando pela boca e em cima de algum recipiente onde o soro possa cair. Essa ação ajuda a retirar resíduos de poluição atmosférica e possíveis invasores, como vírus e bactérias. 

Esquente suas vias respiratórias: Para dilatar as vias respiratórias tome um banho quente e inale a fumaça presente no banheiro. Outra técnica é ferver a água e colocar uma toalha ao redor da borda da tigela ou pia, com cuidado para não se queimar, e se inclinar sobre ela para respirar o vapor.  Além disso, outra orientação é colocar umidificador na casa, em especial, no quarto aonde irá dormir, proporcionando uma melhora da umidade do ar.

Beba líquidos: Procure ingerir pelo menos dois litros de água por dia, isso vai ajudar a diluir o muco gradualmente. E para relaxar as cavidades nasais e facilitar a descida da secreção pela garganta aposte no consumo de chás e sopas quentes.

“A congestão nasal com frequência faz com que o paciente precise respirar pela boca, o que pode desencadear outros problemas, como irritação da garganta, voz anasalada e ronco. Por isso, caso este sintoma persista por mais de sete dias, o indicado é marcar uma consulta com o otorrinolaringologista”, finaliza Dolci. 

 
Dr. Ricardo Landini Lutaif Dolci, é sócio da Clínica Dolci – Otorrinolaringologia e Cirurgia Estética Facial, em São Paulo; Professor Instrutor de Ensino do Departamento de Otorrinolaringologia da Santa Casa de São Paulo; Membro titular da Associação Brasileira de Otorrinolaringologista e Cirurgia Cervico-Facial; Membro da Comissão de Comunicação da Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial; Doutorando pela Ohio StateUniversity (OSU/USA) e Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. 
Facebook – @ClinicaDolci
Instagram – ClinicaDolci_otorrino  

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceito Leia mais

Política de privacidade e cookies